Câncer Gástrico

A carcinomatose peritoneal pode ter diferentes origens. Quando a origem são tumores do próprio peritônio, são chamados de tumores primários, como é o caso do mesotelioma peritoneal ou do adenocarcinoma primário do peritônio. Se originada de outros órgãos, temos a carcinomatose secundária, como por exemplo as originárias de tumores gástricos.

Os cânceres de estômago são tumores de comportamento variável e pouco sintomáticos no início. Se diagnosticados em estágios iniciais, podem ser curados. Em estágios mais avançados, surgem sintomas, que variam conforme a localização do câncer. Estas diferenças também definirão a indicação de tratamento e o prognóstico de cada paciente.

Por este motivo, consultas médicas preventivas e realização de exames regularmente, especialmente quando há histórico de câncer na família, são muito importantes e podem auxiliar na detecção precoce de um câncer, aumentando as chances de cura e evitando a metástase.

É importante destacar que a região gástrica é repleta de vasos linfáticos e linfonodos, aumentando as chances de metástase. Por este motivo, não são raras as situações em que um câncer gástrico atinja outros órgãos através da parede do estômago ou por meio dos vasos linfáticos e linfonodos.

Quando se disseminam para o peritônio, somente casos selecionados, sobretudo com pouca carcinomatose, serão tratados com cirurgia e quimioterapia intraperitoneal hipertérmica (HIPEC) 

(11) 3045-3797 / (11) 2589-0382

Seg à Sexta das 8h às 18h

Av. Santo Amaro, 1149 cjs. 33/34 
Vila Nova Conceição | São Paulo-SP

  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • LinkedIn ícone social

Copyright © 2020 Dr. Arnaldo Urbano Ruiz