HIPEC

O procedimento é realizado em associação com a cirurgia de citorredução (CRS) e

representa um grande avanço no prognóstico e sobrevida dos doentes acometidos por

tumores abdomino-pélvicos que evoluíram para a carcinomatose peritoneal.


A quimioterapia intraperitoneal hipertérmica (HIPEC) foi desenvolvida na década de

1980, pelo cirurgião norte-americano Dr. Paul H. Sugarbaker.


Com a administração de HIPEC, são conseguidas concentrações muito superiores de

quimioterápico na superfície peritoneal do que quando o tratamento é administrado

de forma sistêmica, endovenosa.

A HIPEC consiste numa perfusão uniforme e em grande concentração de

quimioterápicos na cavidade peritoneal, cuja ação é potencializada pelo calor de 41°C

a 43°C por 30 a 90 minutos (a depender dos quimioterápicos usados), de forma a

erradicar a doença microscópica residual e consolidar os resultados obtidos.

Esta técnica vem permitindo a muitos pacientes a cura da carcinomatose, ou

proporcionando sobrevidas muito mais longas.


Infelizmente, nem todos os pacientes se beneficiam da cirurgia. Casos originários de pseudomixoma, câncer de ovário, câncer primário de peritônio, câncer de apêndice, de

intestino e do mesotelioma abdominal são os que melhor respondem à cirurgia.


Mais informações


O Centro de Carcinomatose Peritoneal possui um canal no Youtube com diversos vídeos sobre as doenças peritoneais.

Para acessar clique aqui.

(11) 3045-3797 / (11) 2589-0382

Seg à Sexta das 8h às 18h

Av. Santo Amaro, 1149 cjs. 33/34 
Vila Nova Conceição | São Paulo-SP

  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • LinkedIn ícone social

Copyright © 2020 Dr. Arnaldo Urbano Ruiz