Carcinomatose Peritoneal em situações de tumores raros

Atualizado: 11 de Abr de 2019


Especialista alerta para a importância de atenção redobrada em casos de câncer de mama, tumores ginecológicos e outros.



A carcinomatose peritoneal é a disseminação de um câncer pela cavidade peritoneal, que é a membrana interna que reveste o abdômen. Ou seja, a doença sai de seu órgão de origem e se espalha. 


A carcinomatose geralmente se origina em órgãos como ovário, apêndice, intestino grosso (colón), reto, pâncreas, estômago e também primariamente do peritônio. Mas há casos incomuns nos quais a carcinomatose tem origem em um tumor não habitual.


“Um exemplo é o câncer de mama do subtipo lobular, que pode evoluir com carcinomatose peritoneal a partir de um sítio primário mamário, ou seja, totalmente extra abdominal”, explica o Dr. Arnaldo Urbano Ruiz, cirurgião oncológico especializado em doenças do peritônio.

Segundo o especialista, que é coordenador do centro de carcinomatose peritoneal dos hospitais BP e BP Mirante, da Beneficência Portuguesa de São Paulo, é preciso manter a atenção redobrada em tumores primários do úraco, tumores ginecológicos mais raros, como sarcomas ginecológicos ou tumores endocervicais do colo do útero, que também podem evoluir com carcinomatose. 

“Em casos de suspeita, é muito importante que estes pacientes sejam avaliados por um profissional que tenha experiência, que esteja acostumado a lidar com casos de carcinomatose peritoneal.”

Cirurgia de alta complexidade


Esta atenção é importante pelo fato de que até pouco tempo atrás, não havia qualquer expectativa de cura para o paciente com carcinomatose peritoneal, que levava à morte em decorrência de complicações, como a obstrução intestinal. 


Mas hoje, com as técnicas existentes, profissionais em constante capacitação e hospitais de referência para o tratamento da carcinomatose, o prognóstico pode ser diferente. 

“A cirurgia para a carcinomatose é extremamente agressiva e de alta complexidade, comparada a transplantes de órgãos”, explica o Dr. Arnaldo.

No procedimento, busca-se retirar toda a doença, o que pode levar muitas horas. O paciente passa alguns dias na UTI e depois segue internado por mais algum tempo até a alta hospitalar. 

Não moro em São Paulo e estou doente. Como posso ter acesso a esse tratamento? 


Pacientes de diversas cidades de todo o país podem ter acesso à cirurgia e  demais tratamentos para a carcinomatose nos hospitais BP e BP Mirante, por meio de parcerias com a Central Nacional Unimed e a Unimed FESP. Caso você tenha uma Unimed local de sua cidade, poderá pedir o intercâmbio para São Paulo. 


São hoje mais de 50 cidades beneficiadas diretamente  com a possibilidade de realizar o tratamento em um dos principais centros de referência para o tratamento da doença no país.

Por tratar-se de doença rara e complexa, mesmo não havendo direito a intercâmbio, há a possibilidade de requerer excepcionalmente com a sua Unimed local. 


O Centro de Carcinomatose Peritoneal também atende outros planos de saúde e convênios médicos. 


A relação dos planos e cidades beneficiados, autorizações e outras informações podem ser obtidos por aqui.

11 visualizações

(11) 3045-3797 / (11) 2589-0382

Seg à Sexta das 8h às 18h

Av. Santo Amaro, 1149 cjs. 33/34 
Vila Nova Conceição | São Paulo-SP

  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • LinkedIn ícone social

Copyright © 2020 Dr. Arnaldo Urbano Ruiz