Carcinomatose Peritoneal: estudo holandês avalia benefícios da quimioterapia neoadjuvante

Atualizado: 22 de Abr de 2019


Estudo avaliou viabilidade e segurança da quimioterapia neoadjuvante seguida de cirurgia citorredutora e quimioterapia intraperitoneal hipertérmica em casos de câncer colorretal.


O estudo Neoadjuvant chemotherapy followed by cytoreductive surgery and hyperthermic intraperitoneal chemotherapy for colorectal cancer: a feasibility and safety study, publicado em 11 de janeiro no World Journal of Surgical Oncology, avaliou a viabilidade e a segurança da quimioterapia neoadjuvante seguida de cirurgia citorredutora e quimioterapia intraperitoneal hipertérmica em casos de câncer colorretal.


Segundo o estudo, o tratamento padrão para carcinomatose peritoneal colorretal envolve cirurgia citorredutora, quimioterapia intraoperatória hipertérmica (HIPEC) e, se possível, quimioterapia adjuvante pós-operatória. No entanto, uma porcentagem substancial de pacientes não chega a receber a quimioterapia adjuvante devido a complicações pós-operatórias. Nestes casos, a quimioterapia neoadjuvante poderia ser benéfica. Assim, o estudo, conduzido por pesquisadores dos departamentos de oncologia, cirurgia e epidemiologia da University of Groningen, na Holanda, avaliou a viabilidade e segurança da quimioterapia quando realizada ​​antes da cirurgia citorredutora e do HIPEC.


Ao longo do tratamento, os pacientes do estudo realizaram tomografia computadorizada após o terceiro e sexto ciclos de quimioterapia para avaliar a resposta tumoral. Depois disso, seguiram para cirurgia citorredutora e HIPEC, caso não houvesse metástases pulmonares e/ou hepáticas.

As eventuais complicações pós-operatórias foram comparadas com as observadas no grupo controle, que recebeu quimioterapia adjuvante pós-operatória.


Dos 14 pacientes incluídos no estudo, sete tiveram que interromper a quimioterapia neoadjuvante precocemente; quatro por conta da toxicidade e três devido à progressão do tumor.


Os demais seguiram com cirurgia citorredutora e HIPEC, com tempo e gravidade das complicações comparados aos dos pacientes do grupo controle tratados sem quimioterapia neoadjuvante.

A conclusão dos pesquisadores foi que pacientes com metástases peritoneais por câncer colorretal podem ser tratados com segurança com quimioterapia neoadjuvante antes da terapia definitiva com cirurgia citorredutora e HIPEC.


Afirmaram, ainda, que novas investigações devem ser realizadas com o objetivo de investigar a eficácia da quimioterapia neoadjuvante, avaliando não apenas seu efeito, mas também sua capacidade de resposta e efeitos sobre a cirurgia citorredutora e HIPEC.


O estudo completo está disponível clicando aqui.

48 visualizações

(11) 3045-3797 / (11) 2589-0382

Seg à Sexta das 8h às 18h

Av. Santo Amaro, 1149 cjs. 33/34 
Vila Nova Conceição | São Paulo-SP

  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • LinkedIn ícone social

Copyright © 2020 Dr. Arnaldo Urbano Ruiz