HIPEC é tema de palestra durante Congresso em Porto Alegre

O evento promove, em agosto, debate nacional sobre prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer.


Entre os dias 8 e 11 de agosto, acontece em Porto Alegre, RS, o Congresso do Hospital Santa Rita 2018. O evento promove um intenso debate sobre prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer, com grandes especialistas de todo o país e, também, com a presença do convidado internacional, Dr. Alan Dal Pra, do Departamento de Radiologia Oncológica da University of Miami, na Flórida, Estados Unidos.

A programação científica traz os principais debates e atualizações relacionados ao diagnóstico e tratamento do câncer. Um dos temas em destaque é a quimioterapia intraoperatória hipertérmica (HIPEC), uma abordagem terapêutica que vem sendo cada vez mais indicada em casos de neoplasias malignas peritoneais. 

O HIPEC será abordado pelo Dr. Arnaldo Urbano Ruiz, cirurgião oncológico especializado em doenças do peritônio, coordenador do centro de carcinomatose peritoneal dos hospitais BP e BP Mirante, da Beneficência Portuguesa de São Paulo, durante a sessão Melanoma, no dia 10 de agosto, às 16h30. 

Na mesa, presidida pelo Dr. Carlos Humberto Cereser Jr, o Dr. Arnaldo falará sobre o uso da tecnologia no mesotelioma primário de peritônio, um raro tumor que atinge as paredes do abdômen e a superfície dos órgãos digestivos. 

“Embora seja considerada uma doença rara, já temos alguns casos de mesotelioma primário de peritônio tratados no Centro de Carcinomatose Peritoneal”, revela o especialista, que prevê tornar as instituições, em breve, referências nacional e sul-americana em doenças do peritônio. 

Também neste módulo serão discutidos o HIPEC no câncer de ovário, na carcinomatose de cólon e na neoplasia de estômago, bem como novas abordagens da quimioterapia intraperitoneal.

Mais informações sobre a programação e inscrições em aqui.


Alta complexidade requer centros de excelência


A quimioterapia intraoperatória hipertérmica (HIPEC) pode ser um grande diferencial no tratamento de diversos tipos de câncer. No câncer epitelial de ovário, por exemplo, em 75% das vezes há acometimento de toda a cavidade abdominal, incluindo órgãos intraperitoneais, como intestino delgado, espaço subdiafragmático, omento, peritônio parietal, cólon, apêndice, retosigmoide e pelve como um todo. 

Nestes casos, explica o dr. Arnaldo Urbano Ruiz, é indicada a quimioterapia para diminuir a carcinomatose ou cirurgia como primeiro tratamento. 


“Haverá ganho de sobrevida se tratada com quimioterapia endovenosa, seguida de cirurgia citorredutora e quimioterapia intraoperatória hipertérmica (HIPEC).”

Ao longo da cirurgia, podem ser necessárias ressecções extensas peritoneais, colorretais, de apêndice e de demais órgãos que eventualmente tenham sido afetados.


"Para que a cirurgia e quimioterapia intraperitoneal hipertérmica sejam satisfatórias e possam diminuir a morbidade, são muito importantes a experiência do médico e a existência de infraestrutura adequada no hospital.
3 visualizações

(11) 3045-3797 / (11) 2589-0382

Seg à Sexta das 8h às 18h

Av. Santo Amaro, 1149 cjs. 33/34 
Vila Nova Conceição | São Paulo-SP

  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • LinkedIn ícone social

Copyright © 2020 Dr. Arnaldo Urbano Ruiz